Skip to content

Tatuagem e entrevista de emprego

Uma questão ainda é muito discutida na sociedade, ainda mais entre pessoas que procuram emprego. O peso negativo que tatuagens e piercings podem ter durante um processo seletivo. Para algumas pessoas, este é um assunto até ultrapassado, porém, infelizmente ainda existe o preconceito em relação à pessoas tatuadas.

Setores mais conservadores como instituições financeiras, por exemplo, ainda são resistentes à contratação de funcionários com tatuagens ou piercings visíveis. Associadas por muitos como marginal, a tatuagem é equivocadamente tratada como um traço de caráter ou capacidade de uma pessoa. Piercings e alargadores, tidos como um tipo de mutilação, também tornaram-se motivo para o preconceito.

Ao contrário do que parece, o preconceito às vezes não vem propriamente da empresa, mas sim do seu público. Pelo menos é o que afirmam alguns especialistas ligados à área de RH. A escolha de um profissional deve depender da sua capacidade e aptidão para exercer uma determinada função, e não pela sua aparência. Infelizmente algumas empresas e até mesmo seus consumidores, tratam com preconceito aqueles que estão tão ou mais qualificados para prestar um serviço do que uma pessoa sem tatuagens ou piercings.

A verdade é que, quando um candidato é preterido em um processo de seleção por conta de uma tatuagem ou piercing, quem perde não é ele, é a sociedade.

Posts relacionados:

17 jan 2012 | Postado por em Artigos | 0 Comentários

Deixe seu Comentário